Segundo o ONS, houve um problema no sistema interligado nacional na subestação Tijuco Preto, que pertence a Furnas e fica em Mogi das Cruzes. Houve oscilações também em Rio e MG. Técnicos da Furnas apuram causas da falha no fornecimento de energia.

Uma falha no fornecimento de energia na subestação de Tijuco Preto, em Mogi das Cruzes, na Região Metropolitana da capital paulista, trouxe prejuízos aos moradores de São Paulo, Rio de Janeiro e de Minas Gerais.

Apesar de relatos de ouvintes que moram em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte, a Companhia Energética de Minas Gerais afirmou que não houve registro de queda de energia.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico confirmou para a CBN uma oscilação no fornecimento de energia às 14h07. Segundo o órgão, o problema foi registrado na subestação de Tijuco Preto, que pertence a Furnas e fica em Mogi das Cruzes, na Região Metropolitana da capital. De acordo com a ONS, parte do fornecimento foi reestabelecido em dez minutos na maior parte da área afetada. O problema, porém, só foi totalmente resolvido uma hora e 13 minutos depois

O analista de telecomunicações, Phabiano Cardoso, estava trabalhando na Chácara Santo Antonio, Zona Sul da capital, quando as 15h15 houve a queda da energia. Ela diz que todo o bairro ficou uma hora sem luz.

Alguns relatos citam uma queda de energia por volta de 14h e outros por volta das 15h30.

O auxiliar de faturamento Luan Araujo estava em casa, na Cidade Tiradentes, extremo leste da cidade, quando houve um breve apagão.

Em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte, o professor Reginaldo Pereira do Carmo relatou que houve um apagão pouco depois de três e meia da tarde. Segundo ele, a energia foi restabelecida cerca de dez minutos depois.

A subestação de Tijuco Preto interliga as regiões Sul e Sudeste e disponibiliza energia elétrica proveniente de Itaipu aos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. No momento, o Operador Nacional do Sistema Elétrico avalia o impacto da queda de energia para mensurar a dimensão do mini-apagão. No Rio de Janeiro a Light também confirmou oscilações.

Fonte: Cbn